Tecnologia

Revestimento em pó: ciclos tecnológicos tradicionais


 

Automático

   

Por etapas

   

Manual


Prétratamento

 
As peças percorrem todo o caminho do túnel, a uma velocidade constante, passando sucessivamente diferentes fases de tratamento químico e a lavagem / enxágue com água quente e / ou fria
   
As peças são levadas a diferentes cabines equipadas com portas robotizadas de abertura / fechamento, pelo tempo necessário ao tratamento previsto. A fase é totalmente automatizada

   
As peças são desengorduradas e lavadas manualmente por um ou mais operadores por meio de um jato dentro da cabine de lavagem adequada


Secagem

 
As peças passam, a uma velocidade constante, por meio de um forno de convecção, durante o tempo necessário para completar a secagem das superfícies
   
As peças entram em estufa ventilada a fim de que o calor seja distribuído uniformemente por todo o espaço interior. O processo é completamente automático

   
As peças são colocadas dentro de um forno a uma temperatura de 120° C até que estejam secas e prontas para a pintura


Pintura

 
As peças passam através da cabine de pulverização automática, onde grupos de pistolas eletrostáticas opostas, passam a aplicar a tinta. Podem ser fornecidas em estações manuais para retoque das superfícies
   
As peças vão a uma cabine fechada, com ventilação balanceada de ar, onde um ou mais operadores aplicam a tinta por meio de pistolas manuais. Pode ser aplicado mais tinta ao mesmo tempo

   
As peças, no interior de uma cabina, estão prontas para serem pintadas manualmente com as pistolas eletrostáticas por um ou mais operadores



Polimerização

 
As peças cobertas com tinta finalmente entram na fase de polimerização que se realiza por meio de um forno ou de cortinas de ar, para evitar a dispersão do calor. Normalmente, a tinta solidifica a cerca de 200 °C
   
As peças vão então ao forno, fechado com portas automáticas, onde são deixadas tipicamente a cerca de 200° C durante o tempo necessário para a polimerização da tinta
   
As peças são colocadas dentro de um forno isolado a uma temperatura de cerca de 200 ° C durante o tempo necessário para cura da tinta


Um ciclo tecnológico eficaz, que corresponda às necessidades específicas das peças a serem tratadas, é o principal “responsável” pela qualidade estética e a durabilidade do tratamento de superfície.

A tabela acima é  como um guia simples e não exaustivo de quais são os processos padronizados que estão na base da pintura tradicional com pó. Os ciclos descritos acima serão customizados de acordo com a tinta utilizada no processo e, dependendo do tratamento químico mais adequado. Além disso, cada peça tem algumas peculiaridades que devem ser observadas: a forma, a utilização, necessidades, ciclo de vida, etc., são apenas algumas das características que determinam a modalidade de pintura correta.

Euroimpianti

Euroimpianti está sempre disponível para qualquer pedido de informação, orçamento gratuito e inspeção

Peça um orçamento